quinta-feira, 10 de maio de 2012

E o amanhã chega e deixas-te levar por mais
um momento que sacrifica o teu tempo. A tua
vida, dizes só para ti que é só hoje e este "hoje"
tornou-se em dias demais, demais para apagares,
demais para esqueceres, "hoje" não te sai da
cabeças, prendes-te ao passado incoerente
do pensamento e amanhã ainda vives o "hoje"
e o que realmente queres começa a tornar-se
inalcansável. Não voltes a viver o "hoje" diz
a vozinha de culpa que vai perdendo força ao
passar do tempo, essa vozinha da razão...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...