terça-feira, 8 de maio de 2012

À medida que cresces e vais conhecendo as pessoas, esperas que elas,
de uma certa forma, te "acompanhem", se deixem de joguinhos e sejam
francas, francas com elas e francas com as pessoas que as rodeia. Mas
infelizmente, vais conhecendo muita gente, que vive no meio de tantos 
joguinhos que a tua vontade é apagar tudo o que ficou para trás, tudo 
o que fizeste para que um dia chegasses perto de conhecer essas pessoas,
mas todos temos o direito de errar e o facto de eu estar certo não 
implica necessariamente que estejas errada, implica sim que sejamos
incompatíveis, que as nossas realidades nunca se cruzem...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...