quarta-feira, 26 de junho de 2013

Quando o amor não chega

Ele tentava fazer sempre a coisa certa, de forma a nunca a magoar. Mas tentar não chegava e ambos sabiam que ele acabava por fazer sempre tudo errado. E tudo acabou entre eles porque o amor não chega para quem nunca acerta!! Depois sentaram-se, e pensaram se alguma vez teria sido amor. Alguém lhes havia dito que no amor não havia razão, ora assim sendo e acreditando que ele, de facto, fazia tudo errado, são obrigados a acreditar que nunca fora amor. Poderiam então fazer as pazes com o passado e seguir em frente, sem olhar para trás... No fim de contas, nunca se iriam arrepender de não viver um amor, que no fundo nunca existiu. Depois, a meio da viagem, quando sentiram voltar a amar outras pessoas aperceberam-se que o sentiram um pelo outro há-de ter sido muito mais que amor. Mas agora... Agora será tarde para ambos. Voltar não faz parte da viagem. Resta seguir em frente e continuar a acreditar que nunca perderam um amor, com a completa e absoluta noção de que perderem bem mais que isso.

1 comentário: