segunda-feira, 13 de maio de 2013

Rotina

Dia após dia, mês após mês, ano após ano, sempre o mesmo sítio, sempre as mesmas pessoas, aquela rotina que incomoda e aborrece, aquela rotina que sentimos falta, que acabamos por querer e aceitar e até desejar. Aquela rotina. E quando julgamos que nada nos pode surpreender nos mesmos sítios, nas mesmas pessoas, surge algo de completamente diferente, alguém de completamente novo. As noites, aquelas que se tinham tornado numa após outra voltam a ganhar um certo brilho. Começam a valer a pena como antigamente, onde a cada dia, a cada noite, algo de novo poderia acontecer. O mesmo sítio voltou a ganhar a imprevisibilidade de outros dias, outros meses, outros anos. Esta rotina já é nossa, já não temos força nem tempo para construir outra, estávamos assim, parados, até que algo aconteceu de diferente, para nos voltar a dar esperança de que no fim era aqui que devíamos estar. Aconteceu alguma coisa que nos fez agradecer ter ficado.

1 comentário: