quinta-feira, 2 de maio de 2013

Palavras para quê...

Ah, as palavras, essas que tudo dão a quem as consegue controlar,
a quem consegue fazer delas música que se lê e que se ouve num
silêncio ensurdecedor. Esses que as dominam, conseguem chegar
aos corações mais fechados, às almas mais escuras, conseguem
criar ondas e destruir tempestades, conseguem construir castelos
no ar e céu debaixo de pés. Esses, conseguem destruir muros
maiores que a imaginação consegue conceber e criar pontes por
cima deles. Esses conseguem abanar o mundo, como o vento
abana uma flor perdida num campo. Esses, dominariam o mundo
se não houvesse quem tivesse inventado os pontos finais.

Sem comentários:

Enviar um comentário