terça-feira, 21 de maio de 2013

Dizem do amor

Aqueles dizem que dói,  os pobres coitados
julgam ter espinhos no coração espetados
Não imaginam que o que lhes varre a alma
mais não é que um pequeno arranhão na palma.

Correm sem norte e sem razão os desgraçados
à procura do que julgam que dói por dentro
Para no fim descobrirem que são os afortunados
que sempre viveram o amor fora do centro.

São esses que se riem agora dos que não amaram
tal como eles, as pessoas pelo lado de fora
Foram sempre esses que o amor lembraram
como um infortúnio que por fim se foi embora.

Sem comentários:

Enviar um comentário