quinta-feira, 19 de setembro de 2013

...

"Mal sabes, nem eu posso descrever-te
Esta minha fatal melancolia;
Não me lembra de ver romper o dia;
Nesta alma é sempre noite! Mas ao ver-te,
Porque será que a mim se me converte
A noite em luz e a mágoa em alegria?
Não serás tu o Sol que me alumia?"

Sem comentários:

Enviar um comentário