sábado, 6 de julho de 2013

Non sense

"Por volta da quarta vez desisto de escrever o que quer que seja.. Não porque não faça sentido, faria... Mas há dias em que escrever seria perder uma luta que nunca foi nossa..." Diria ele, ainda meio envolvido numa realidade que lhe nao pertencia. E, no meio de uma guerra criada sem rival, perde-se sem ter o que ganhar... Perde-se com justiça aquilo que se teria ganho ainda antes de ser, perde-se o sentido antes de saber o caminho. Adivinha-se um caminho que ainda não foi e que nunca será, porque no meio de tudo, afinal não há nada.

2 comentários:

  1. Pode haver tudo e nada ;) Só acabámos por "encontrar" aquilo que conseguimos entender ;) Pode ser tudo, pode ser nada...

    ResponderEliminar