domingo, 22 de julho de 2012

Nesta noite, as estrelas parecem querer esconder-se, fazer-me esquecer
que o seu brilho durante tanto tempo me guiou, por um mundo incerto
Onde acabei por te encontrar e me deixei guiar por ti, vi-me perder
o medo de caminhar sem luz, enquanto te acompanhava sem dúvidas.

Perdi-te algures no meio dessa escuridão por todas as dúvidas que
acabei por não colocar. E hoje, hoje fazes-me falta, precisava que me
voltasses a guiar, que me voltasses a caminhar pela escuridão sem
o mesmo medo de sempre, sem as mesmas dúvidas, sem direcção.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...