terça-feira, 24 de julho de 2012

Mentira

Eu gostava de acreditar em todas as mentiras
do mundo. Porque as mentiras por norma sao as
matizes dos nossos sonhos e acabam por ser
muito mais agradaveis do que a maioria das
verdades. A mentira, por norma, é mais bonita,
mais bem elaborada, assim quase como que a
roçar o magnífico. Queria admirar quem mente
com a facilidade de quem diz a verdade, porque
quem mente sem preparação, a meu ver, tem uma
capacidade única para inventar a realidade e a
realidade real chateia, mas a realidade inventada
tem um certo encanto, uma certa magia, magia
essa que se foi perdendo ao longo do tempo,
porque agora, agora tudo parece ter razão,
deixou de haver lugar para a mentira, para o
maravilhoso, agora já se não pode mentir,
as pessoas perderam a capacidade de acreditar
em mentiras maravilhosas, daquelas com um quê
de loucura misturada com uma realidade banal.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...