domingo, 10 de junho de 2012

A vida e a morte brincam de mão dada, até que a morte se aborrece e acaba com a vida... Se tentares fazer batota, lixar o mundo, enganar as pessoas, fá-lo... Só te não esqueças que, no fim, o vencedor é sempre o mesmo... E, analisando bem, pouco ou nada valeu a pena... Porque as memórias, com o fim, também hão-de desaparecer..

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...