segunda-feira, 12 de março de 2012

A violência dos homens é como os grandes ventos na natureza: incha e engrossa como eles, depois acalma-se e desaparece, deixando os germes da sua actividade"

In: Drama de Jean Barois

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...