sábado, 31 de março de 2012

Sim, de facto há uma altura em que o "mundo" sem ti
faz pouco sentido... Mas foi esse o sentido que me
impuseste, é nesse sentido que eu caminho, amanhã
não me critiques... culpa-te...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...