sábado, 18 de fevereiro de 2012

Tu, doido, não tens noção da tua capacidade
Tu que vives sem a noção da tal realidade,
És tão feliz que nem sabes, que vives para lá da verdade
Acreditas que o fim é um novo principio de felicidade...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...