terça-feira, 19 de março de 2013

Seria uma carta de despedimento?

Há pouco, enquanto me dirigia para casa, pensava no seguinte: "Será que o Sr. Primeiro Ministro quando disse que ia fazer acordos de despedimento amigáveis para colocar pessoas mais qualificadas nos seus lugares, queria, subtilmente dizer aos portugueses mais distraídos que chegou a altura de admitir que não é capaz de estar à frente do país? Teria ele colocado o seu lugar à disposição? Teria ele usado um eufemismo para a sua demissão??"


Sem comentários:

Enviar um comentário