sábado, 23 de março de 2013

Eu sei lá!!

Havia alguém que dizia que um crente era muito mais feliz que um céptico e que isto mais não era que um bêbado ser mais feliz que um sóbrio... Subentende-se que o senhor tinha a definição de felicidade, ou será apenas a resposta que todos procuram? Onde estará a felicidade? Será um conceito relativo, ou será que há de facto uma fórmula para a encontrar? Será que o crente não é tão dependente como o ébrio que se faz passear acompanhado pela sua crença, pelo seu "vinho"? Será que o crente não mais é que um dependente de informação que o vicia e o destrói? Eu sei lá!

Sem comentários:

Enviar um comentário