quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Esperamos que o futuro chegasse e nos dissesse
alguma coisa acerca do que seria de nós. Ao que
parece, o futuro chegou e estava à espera que
tivessemos feito alguma coisa por ele. Agora
reparamos que já não há um nós no futuro, porque
desistimos dele. Nada há a fazer por um futuro
perdido num passado coerente e incontornavel.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...