quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Viver

Andam por aí uns que quase vivem e morrem
Outros há que vivem e quase nao morrem.
Aqueles que quase vivem passam
discretos até pelas próprias vidas, nada
de exagerado se lhe é conhecido, tudo o que
fazem vai ao encontro do que a sociedade lhe
exige. Aqueles que vivem com poucas regras,
sem corresponder ao que a sociedade lhes
exige, a ultrapassar de longe os limites
que se impoem por uma sociedade nada criativa
e extremamente critica, tao critica que acaba
por imortalizar aqueles que ataca. Aos que vivem,
deixo desde já a minha enorme admiraçao por
viverem melhor que os outros todos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...