quarta-feira, 27 de abril de 2011

Foge foge bandido

Que ao menos a noite te nao traga os
fantasmas de um passado perdido, sem
alternativa futura num presente fugidio.
Que consigas pelo menos escapar deste
presente que te persegue, enquanto
lutas incessantemente com todos aqueles
que te querem "tal qual todos os outros".
Que no fim consigas fazer ver a todos aqueles
que te tentaram impedir de seres o que és,
por não teres medo do que nao virias a ser,
que afinal o que importa é o que podes ser.
Tu que enfrentaste o teu pequeno mundo, que
se foi tornando grande à medida que te foste
tornando diferente de todos os outros, hoje
espero que os tenhas feito perceber que afinal
o caminho diferente, pelo qual todos te
criticaram, foi a forma chocantemente subtil
de mostrar a tua diferença e superioridade
em relação aos demais. Que tenhas agora a
força suficiente para seres um exemplo
digno de toda a tua "viagem", até porque
agora todos esperam o teu mal, tao só e
apenas, para não terem de se arrepender.
Tu, sim tu, tu agora mereces o respeito
de todos aqueles que se te colocaram à
frente, a tentar impedir a tua tortuosa
caminhada em direcção ao sucesso. Bandido.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...