segunda-feira, 31 de maio de 2010

Medo?

Será que nao foi aquele medo,
aquele medo que nos consome,
quando nos surge a ideia de
que alguém poderá ser feliz
com aquilo que era "nosso",
aquilo que já nao me chegava,
que me fez caminhar tão lentamente
para longe de nós?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...