quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Eu que mudo



Este eu que vos escreve agora,
nao é o mesmo eu que acabaste de ler.
Somos seres em constante mudança
e o que eu escrevi neste momento,
provavelmente nao será a
mesma coisa que quero que leias agora.
Todas a ideologias que defendo hoje
amanha poderao nao passar de ideias
parvas e sem fundamento...
Amanha poderei olhar para ontem
e perguntar-me como foi possivel...
E não, nao vou mudar tanto assim
vou provavelmente pensar doutra forma
Ver as coisas com uma experiencia que
hoje ainda nao tenho e reparar que
afinal nao devia ter ido por "ali",
afinal nao escolhi o caminho certo...
Mas isso vai ser amanhã, depois de
descobrir onde o hoje me leva...
E assim nao vou ter de me arrepender,
vou ter de aprender...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...