quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Medo

Se tenho medo, perguntaram-me e eu afim de nao parecer fraco respondi de imediato que medo era coisa que nunca sentira e na realidade era esta a ideia que tinha. vim-me embora a pensar nisto e reparei que afinal
tenho medo de nao ter feito as escolhas certas tenho medo de um dia querer que o tempovolte atras para mudar o futuro (presente) tenho medo de ficar sozinho aquele sozinho rodeado de gentetenho medo de que no fim "o todo" nao tenha valido a pena tenho medo que um dia alguém me julgue por um passado que nao posso mudar tenho medo da morte nem é só a minha tenho ainda mais medo da morte dos que me sao proximos apenas porque ainda nao fui capaz como muitos que aí andam de entender o significado da vida ou entao como outras que vivem com uma leveza invejável sem pensar no amanha tenho medo de magoar aqueles que me sao proximos, tenho medo de os afastar... Tenho, tenho medo!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Às vezes dá aquela vontade muito miudinha de desaparecer... Desaparecer porque nos resta nada... Não há esperança, não há mais caminhos, não...