sábado, 13 de setembro de 2014

Vendo ir

E às vezes é só assim... Um baixar os braços, um desistir, um deixar ir... E esperar que, de alguma forma, um dia, a vida lhe va piscar o olho e dizer "anda ser feliz"... E é com essa estranha confiança que vai continuando a viver como quem ainda não morreu... Mas, sabem os outros que aquele viver já não é de quem ainda vive, percebem que é um viver de quem ainda não morreu...

2 comentários: